Avaliação da taxa de sobrevivência de implantes dentários extra-estreitos (unitite slim 2.9 mm) com implante de arco completo

  • Luana Cerqueira Viana
  • Lucas Santos Villar
  • Barbara Monique Moreira Conceição
  • Fabio Jose Barbosa Bezerra
  • Leonardos dos Santos Picinini
  • Rodrigo Guerra de Oliveira
Palavras-chave: Implantes dentários, Osseointegração, Reabilitação bucal

Resumo

O objetivo foi avaliar a taxa de sobrevivência a curto prazo de implantes dentários de diâmetro extra estreito (2.9 mm, Unitite Slim, S.I.N. Implant System) usados para apoiar reconstruções mandibulares em arco completo. Este foi um ensaio clínico randomizado analisando a taxa de sobrevivência de 25 implantes medindo 2.9 mm de diâmetro e 11.5 mm de comprimento (Slim, Unitite, S.I.N. Implant System) e torque de carga de até 40 N com carga imediata para reabilitação do tipo protocolo na região da mandíbula. Dos 25 implantes, 100% permaneceram em funcionamento após três meses ou 180 dias de instalação. A reabilitação de pacientes desdentados totais na mandíbula com implantes extra-estreitos (2.9 mm) mostrou-se eficaz e promissora como terapia alternativa aos enxertos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-06-2020
Como Citar
Viana, L. C., Villar, L. S., Conceição, B. M. M., Bezerra, F. J. B., Picinini, L. dos S., & Oliveira, R. G. de. (2020). Avaliação da taxa de sobrevivência de implantes dentários extra-estreitos (unitite slim 2.9 mm) com implante de arco completo. Journal of Multidisciplinary Dentistry, 10(1), 19-24. https://doi.org/10.46875/jmd.v10i1.26
Seção
Pesquisas Básica e Aplicada